Notícias

Segunda, 13 Maio 2019

Centro Especializado em Reabilitação do Subúrbio já realizou mais de 1.500 atendimentos

Com investimento de R$ 2 milhões da Prefeitura, o CER II conta com o apoio da Unidade de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência (UPCD)

Centro Especializado em Reabilitação do Subúrbio já realizou mais de 1.500 atendimentos

Após noventa dias de serviços especializados oferecidos para jovens e adultos com sequelas de traumas, o Centro Especializado em Reabilitação (CER II), que funciona na estrutura do Subúrbio 360, em Coutos, gerido pela Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), ultrapassou a marca de 1.500 atendimentos prestados para Pessoas com Deficiência (PCD’s) da comunidade e adjacências.

Com investimento de R$ 2 milhões da Prefeitura, o CER II conta com o apoio da Unidade de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência (UPCD), vinculada à Secretaria de Promoção Social e Combate à Pobreza (Sempre).

No equipamento, que possui acessibilidade e estrutura adaptada para receber pessoas com deficiência, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos e psicólogos atendem de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h, com serviços especializados em reabilitação intelectual e física para pacientes que possuem sequelas decorrentes de traumas, como traumatismo cranioencefálico, doenças neuromusculares, paralisia cerebral e síndromes genéticas. Além disso, pessoas com deficiência intelectual leve, moderada e com Transtornos do Espectro Autista, recebem suporte para realização de tratamento.

Os interessados nos serviços devem ir até às unidades de saúde com a documentação necessária (carteira de identidade, carteira do Sistema Único de Saúde (SUS) e comprovante de residência), e solicitar uma triagem. Caso os profissionais de saúde atestem a necessidade de acompanhamento, o paciente será encaminhado ao centro. O atendimento é dado, prioritariamente, para moradores da Região do Subúrbio Ferroviário, contemplando 22 bairros, com o objetivo de diminuir a necessidade de locomoção dessas pessoas até o centro da cidade em busca desses tratamentos.

O espaço tem a estrutura adaptada ao atendimento de pessoas com deficiência intelectual leve, moderada e Transtornos do Espectro Autista, o que ampliou, em qualidade e quantidade, os atendimentos do Sistema Único de Saúde (SUS) na capital baiana. No CER são dispostas, ainda, órtese e prótese, cadeiras de rodas para crianças e adultos, cadeira de banho, bengalas, coletes, muletas, bolsa de colostomia (coletora de fezes).

UPCD

A UPCD tem por missão articular, propor e acompanhar políticas públicas que favoreçam à inclusão social da PCD – Pessoa Com Deficiência, o cumprimento dos seus direitos, igualdade de oportunidades, atuando de forma transversal com as diferentes esferas do poder público, iniciativa privada e as OSC´s – Organizações da Sociedade Civil que representam a PCD, e conta com oito eixos de atuação, tendo a acessibilidade como o primeiro, a fim de promover a igualdade de oportunidades com relação ao acesso de informações e aos diversos serviços públicos municipais. Além disto, atua na saúde, educação, inclusão, cidadania, trabalho e emprego, cultura, esporte, mobilidade, sustentabilidade e inovação.

Deixe um comentário

Faça login para poder comentar. Login opcional abaixo.

Facebook

Twitter

Boletim Informativo

*Campos Obrigatórios

Instagram