Notícias

Quarta, 12 Junho 2019

Órgãos do Município, Estado e Federação se unem em prol da ampliação da rede de Agricultura Urbana e Perurbana e Feiras Agroecológicas e Orgânicas

As apresentações explanaram alguns procedimentos que os órgãos Municipais, Estaduais e Federais estão executando para o processo de ampliação da Agricultura Urbana e Perurbana e Feiras Agroecológicas e Orgânicas em Salvador

Órgãos do Município, Estado e Federação se unem em prol da ampliação da rede de Agricultura Urbana e Perurbana e Feiras Agroecológicas e Orgânicas

Representantes das Secretarias Municipais de Promoção Social e Combate à
Pobreza (Sempre), Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Sesis), Saúde
(SMS), Educação (Smed), e Ordem Pública (Semop); da Vigilância em Saúde
Ambiental (Visamb); do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
(Mapa); da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR); e do
Instituto Federal Baiano (IFBA), se uniram em prol da ampliação da rede de
Agricultura Urbana e Perurbana e Feiras Agroecológicas e Orgânicas na
capital baiana. Para tanto, estiveram reunidos na tarde desta terça-feira
(11), no auditório da Sempre, onde um ciclo de palestras marcou o encontro.

As apresentações explanaram alguns procedimentos que os órgãos Municipais,
Estaduais e Federais estão executando para o processo de ampliação da
Agricultura Urbana e Perurbana e Feiras Agroecológicas e Orgânicas em
Salvador. O objetivo do grupo de trabalho é debater estratégias e dialogar
sobre as possibilidades e projetos voltados ao tema. Os tipos de produtos
agroecológicos, orgânicos, produtos saudáveis, hidropônicos, convencionais;
os modos de certificações para produtos orgânicos; emissão de Dap's
(Declaração de aptidão ao Pronaf); e análises de solo estiveram em pauta
durante o evento.

De acordo com Gabriel Falceta, coordenador da Coordenadoria da de Segurança
Alimentar e Nutricional (Cosan), estes temas irão nortear os trabalhos
futuros para propor normatizações, protocolos e parcerias acerca da
Agricultura Urbana e Perurbana e Feiras Agroecológicas e Orgânicas no
município. “Estamos alinhando conceitos, e algo que começou em uma reunião
está tomando a dimensão que a capital baiana merece. Colheremos,
literalmente, muitos frutos e resultados com esta união, em direção às
pessoas que mais precisam, com sustentabilidade, inovação e economia”,
destacou.

Ronaldo Rodrigues, coordenador de acesso ao mercado convencional da
Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), declarou que “acho
muito importante o que a Prefeitura de Salvador está fazendo: buscando a
organização das feiras e trazendo agricultores que estão produzindo
produtos com qualidade para a saúde das pessoas. O alimento agroecológico,
sem agrotóxicos é muito importante, pois impacta positivamente na saúde das
pessoas, por isso, parabenizo a Prefeitura de Salvador”.
Para Vanuza Damiana, Bioquímica do Ministério da Agricultura, Pecuária e
Abastecimento (MAPA), “o ideal era que os órgãos trabalhassem congregados.

O nosso maior sonho é que os agricultores agroecológicos se agreguem em
associações, e a gente possa ajuda-los a criar grandes Organizações da
Sociedade Civil (OSC), aqui na Cidade do Salvador, ou até Organização
Participativa de Avaliação da Conformidade (OPAC), e assim possam
comercializar seus produtos”.

Ao fim do evento, foi servido um coffee break com frutas orgânicas e sucos
de frutas coletadas na CEASA do Aeroporto. Novos encontros de trabalho do
grupo estão previstos para acontecerem ainda no mês de junho.

 

Deixe um comentário

Faça login para poder comentar. Login opcional abaixo.

Facebook

Twitter

Boletim Informativo

*Campos Obrigatórios

Instagram