Notícias

Segunda, 08 Abril 2019

Pessoas com autismo terão acolhimento individualizado no HMS

O titular da Semps, Leo Prates, comemorou o aniversário do equipamento, destacou a importância do HMS para a população de Cajazeiras e adjacências, e explicou que não se trata de um protocolo de atendimento do autismo.

Pessoas com autismo terão acolhimento individualizado no HMS

No último dia 04 de abril, o Hospital Municipal de Salvador (HMS), completou um ano de implantado. Em comemoração à data, a Prefeitura de Salvador lançou nesta segunda-feira (8), novas ofertas de serviços do equipamento, dentre os quais, o protocolo de acolhimento individualizado ao paciente adulto ou pediátrico com Transtorno do Espectro Autista (TEA). O prefeito ACM Neto, o vice-prefeito Bruno Reis, os secretários municipais de Saúde, Luiz Galvão; de Promoção Social e Combate à Pobreza, Leo Prates, dentre outras autoridades, participaram do ato inaugural.

Os atendimentos na unidade de emergência do HMS serão iniciados a partir de 15/04. Após 90 dias, o acolhimento individual será implantado em todas as demais áreas. Para facilitar o serviço, foi criado o selo do projeto Autista Frendly, para identificação das unidades do HMS que estão preparados para o acolhimento individualizado. Com a iniciativa, o HMS será o primeiro da Bahia com acolhimento especial voltado à TEA, com garantia de qualificação e capacitação das equipes e dos processos de atendimento da população autista, de forma pioneira no Estado.

Além destes, o secretário Luiz Galvão, explicou o projeto Meu HMS App, que permitirá o acesso a diversas informações através de aplicativo para smartphones, com download gratuito, disponível em iOs e android. Foram anunciadas ainda a instalação de classes hospitalares e programas educacionais, incluindo residência média em emergência. Foi exposto, ainda, a concepção e implantação do Telestroke, solução que garante a ampliação do acesso aos neurologistas no diagnóstico do AVC de forma remota e contínua.

O titular da Semps, Leo Prates, comemorou o aniversário do equipamento, destacou a importância do HMS para a população de Cajazeiras e adjacências, e explicou que não se trata de um protocolo de atendimento do autismo. “O serviço é de atendimento especializado para pessoas com autismo, com necessidades emergenciais. Ou seja, teremos a princípio equipes qualificadas para atendimento na emergência, e posteriormente todos os setores estarão preparados para recebê-los, com as especificidades de atendimentos que apresentarem”, salienta.

Deixe um comentário

Faça login para poder comentar. Login opcional abaixo.

Facebook

Twitter

Boletim Informativo

*Campos Obrigatórios

Instagram