Notícias

Quarta, 02 Junho 2021

Quantidade de testes contra Covid-19 chega a 77% do aplicado em 2020

Os testes diários são disponibilizados para as pessoas que apresentam temperaturas a partir de 37,8°C

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), aumentou o volume da testagem aplicada para detecção da Covid-19 na capital baiana em 2021. Do início de janeiro até a terça-feira passada (1º), o número de testes rápidos aplicados em Salvador foi de 119,8 mil – equivalente a 77% do total realizado em 2020.

“Atuamos cada vez mais nos bairros com maior incidência de infecção pela Covid-19, como Boca do Rio, Brotas, Fazenda Grande do Retiro, Lobato, São Caetano e São Marcos. A cada dia e em cada localidade, são realizados 150 testes rápidos, mais doações de máscaras e desinfecção das ruas”, destacou o coordenador das testagens pela SMS, Sérgio Medrado.

Ele informou que as pessoas passam diariamente pela triagem com verificação de temperatura. A ação é feita por seis equipes multidisciplinares compostas por oito profissionais que atuam em funções como cadastramento de pessoas, informática, laboratórios e coordenação.

Os testes diários são disponibilizados para as pessoas que apresentam temperaturas a partir de 37,8°C e sintomas como dor de cabeça, alteração no paladar ou olfato, pigarro, tosse cheia ou seca, dor de garganta, coriza, espirro, dor no corpo, dor de ouvido e diarreia.

Evitar a transmissão - “A testagem para diagnóstico da Covid-19 é muito importante para ‘achatar’ a curva de disseminação do vírus. Com os testes, é possível identificar os infectados e isolá-los para evitar a transmissão”, frisou Olivete Borba, que é subcoordenadora de rede laboratorial do Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) em Salvador.

São quatro frentes de trabalho com relação à testagem da Covid-19 em Salvador, além da aplicação de testes nos bairros, mencionada acima. Uma delas é a Central de Testagens, vinculada ao Núcleo de Atenção ao Trabalhador (Naat), que se dedica exclusivamente à testagem dos profissionais de saúde na Unidade de Saúde da Família (USF) San Martin III.

Outra frente são as coletas de testes em domicílio para pessoas incapacitadas. Há, ainda, o Plantão Samu, realizado por médicos e técnicos e que tem por objetivo investigar óbitos domiciliares para apurar se a causa da morte foi a Covid-19. Por fim, a quarta frente de trabalho são as 45 unidades de saúde que disponibilizam o teste rápido, com resultado entregue entre 24h e 48h.

Com relação aos tipos de testes utilizados na pandemia, a subcoordenadora fez a seguinte recomendação: “Do terceiro ao sétimo dia de infecção, podemos aplicar o teste de PCR para detecção do antígeno, ou o teste RT-PCR, que é o padrão ouro, feito através da coleta pelo nariz. A partir do oitavo dia de infecção, é recomendado o teste rápido para detecção de anticorpos IGG e IGM”, destacou Olivete.

O resultado geral das testagens tem demonstrado uma frequência elevada do anticorpo IGG, presente em pessoas que contraíram a Covid-19 há mais de 15 dias – ao passo que o anticorpo IGM significa que o indivíduo contraiu a doença há 10 dias, indicativo da fase aguda.

Deixe um comentário

Faça login para poder comentar. Login opcional abaixo.

Facebook

Twitter

Boletim Informativo

*Campos Obrigatórios

Instagram