Notícias

Quarta, 14 Julho 2021

Reconhecimento de erro pelo Ministério da Saúde, leva Salvador a cobrar compensação de doses

Leo Prates explica que erro está causando prejuízos ao progresso da imunização na capital

Reconhecimento de erro pelo Ministério da Saúde, leva Salvador a cobrar compensação de doses

Após a declaração do ministro da saúde Marcelo Queiroga, reconhecendo a desigualdade na distribuição das vacinas entre os estados, o secretário de saúde de Salvador, Leo Prates afirmou que espera que o ministério articule uma estratégia para compensar as doses que deixaram de ser repassadas para Bahia. Para o titular da secretaria municipal, a correção desse déficit é fundamental para acelerar o processo de imunização da capital e demais municípios baianos.

Durante uma audiência pública realizada nesta quarta-feira (14), na Câmara dos Deputados, Queiroga admitiu que existe uma desproporção na distribuição das doses de imunizante entre os estados, a exemplo de Rondônia e Tocantins que receberam lotes que correspondem a 101% das suas respectivas populações, enquanto a Bahia recebeu doses capazes de imunizar apenas 62%.

Para Prates o erro no planejamento de distribuição por parte da pasta federal deve ser corrigido com urgência como forma de evitar mais prejuízos ao progresso da imunização na Bahia. “O reconhecimento por parte do ministro da saúde foi um primeiro passo importante. Vamos cobrar o Ministério para que Salvador receba as doses que deixaram de ser enviadas, e estão travando a evolução da imunização da nossa população, espero que o Governo Federal compreenda a importância de reparar esse erro com urgência”, afirma.

Deixe um comentário

Faça login para poder comentar. Login opcional abaixo.

Facebook

Twitter

Boletim Informativo

*Campos Obrigatórios

Instagram