Notícias

Sexta, 22 Outubro 2021

Saúde tira dúvidas sobre a terceira dose da vacina contra a Covid-19

Os acamados ou com dificuldade de locomoção podem agendar a aplicação em domicílio através do Vacina Express, no site vacinaexpress.saude.salvador.ba.gov.br/.

Saúde tira dúvidas sobre a terceira dose da vacina contra a Covid-19

Com esquema iniciado em 30 de setembro, a Prefeitura de Salvador está vacinando, com a terceira dose do imunizante contra a Covid-19, idosos com 60 anos ou mais, que já completaram seis meses do recebimento da segunda dose, além de profissionais de saúde e também pacientes em hemodiálise. A aplicação da dose de reforço independe do imunizante recebido na primeira e segunda doses.

A vacinação com a terceira dose é importante, pois reforça a produção de anticorpos contra a doença, no momento de disseminação de novas variantes do coronavírus. Até a quarta-feira (20), mais de 127 mil pessoas já haviam tomado a dose de reforço, o que representa 74% do público total. Já o número de faltosos passa dos 42 mil.

De acordo com a subcoordenadora de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Doiane Lemos, a vacinação ao longo da campanha vem trazendo impactos positivos, quanto ao número de casos, de óbitos e de internamentos. “Se baixarmos a guarda em relação à vacinação, haverá impacto no curso da pandemia”, alertou.

As vacinas utilizadas para a terceira dose são Pfizer/BioNTech, preferencialmente, mas também podem ser utilizados Janssen e Oxford/AstraZeneca. As pessoas que receberam na primeira e segunda dose CoronaVac, Pfizer/BioNTech e Oxford/Astrazeneca podem receber qualquer um dos três imunobiológicos, que estão sendo aplicados como terceira dose.

Quem pode tomar – Idosos com 60 anos ou mais que já completaram seis meses do recebimento da segunda dose, trabalhadores da saúde e pacientes em hemodiálise são o público-alvo da dose de reforço. Os trabalhadores da saúde foram inseridos na campanha de reforço vacinal, com o objetivo de garantir o suprimento das instituições de saúde, que mantêm suas operações sem interrupções, de acordo com nota técnica divulgada pelo Ministério da Saúde (MS).

É preciso conferir no cartão de vacina se já passaram seis meses desde a segunda dose. Em caso de perda do cartão, é possível consultar a data no aplicativo ConectSus e comparecer ao posto com RG ou outro documento oficial de identificação com foto e o cartão da vacina. Quem não conseguir tomar no dia indicado, pode se vacinar depois, basta ficar atento ao calendário do dia a respeito dos locais onde está sendo aplicada a terceira dose, e comparecer a um posto de saúde.

Intervalo entre as doses – O intervalo de seis meses entre a segunda e terceira dose foi estabelecido a partir de estudos. Foi verificado que a maioria dos idosos, assim como ocorre com a vacina da Influenza H1N1, fica com o nível alto de anticorpos depois de 15 dias da vacina e se mantém por seis meses, que é considerado um período de segurança. Se o idoso for imunodeprimido, a tendência é o nível de anticorpos cair após este período.

Como tomar a vacina – Os cidadãos que precisam tomar a terceira dose contra a Covid-19 devem verificar o dia atendido pela estratégia de vacinação, divulgado pela Prefeitura através das redes sociais, pelo Fala Salvador no número 156 ou através dos veículos de comunicação. Além disso, antes de se dirigirem aos postos, devem conferir se o nome está na lista do site da SMS, no endereço www.saude.salvador.ba.gov.br/

Os acamados ou com dificuldade de locomoção podem agendar a aplicação em domicílio através do Vacina Express, no site vacinaexpress.saude.salvador.ba.gov.br/. Quem já foi contemplado pelo serviço anteriormente não precisa realizar um novo cadastro no sistema, pois o retorno da equipe acontece de forma automática.

Deixe um comentário

Faça login para poder comentar. Login opcional abaixo.

Facebook

Twitter

Boletim Informativo

*Campos Obrigatórios

Instagram